ESPAÇO LUZ. Rua S-6, quadra S-27, lote 06, n. 300. Setor Bela Vis

(62) 3255-8177

Características dos principais anti-inflamatórios de uso corrente
Dr Luciano Augusto de Jesus

Dipirona

 

Derivado pirazolônico introduzido na Alemanha em 1922. Usada como analgésico, sua atividade anti-inflamatória é pequena. Apresenta alta eficácia analgésica, baixo custo e margem de segurança, principalmente em cardiopatas, nefropatas e hepatopatas. O medo de desenvolvimento de agranulocitose não é justificável, pois se trata de uma reação adversa extremamente rara.

 

Paracetamol

 

É um analgésico útil, tendo uma variedade de indicações. É eficaz, bem tolerado e apresenta baixo índice de efeitos adversos. A associação com outros anti-inflamatórios não esteroides e outros opioides promove um efeito somático. Não possui efeito anti-inflamatório.

Não causa alterações gástricas e nem plaquetárias.

 

Diclofenaco

 

Derivado do ácido fenilacético apresenta boa concentração no líquido sinovial.

Inibe a migração de leucócitos dos locais de inflamação.

 

Cetorolaco

 

Derivado do ácido pirrolacético. É um potente analgésico com moderada atividade anti-inflamatória. Deve ser evitado em pacientes com predisposição a sangramento gástrico e problemas renais.

Seu uso não deve ser continuado além de 5 dias.

Faz inibição central e periférica da síntese de prostaglandinas.

 

Ibuprofeno

 

Derivado do ácido propiônico é indicado na dor aguda e, principalmente nas dores de origem odontológica.

Sua concentração no líquido sinovial é gradativa.

Os efeitos gastrintestinais são menores e não apresentam outras reações adversas se administrado por curtos períodos em doses inferiores a 1.600 mg/dia. Pode ser usado em crianças e idosos.

 

Piroxicam

 

Derivado oxicam com meia-vida prolongada. Não é indicado para dor aguda de curta duração, sendo mais comumente usado em osteoartrites e dores musculoesqueléticas.

Apresenta complicações gastrintestinais e renais.

 

Tenoxicam

 

Derivado do oxicam. É um potente analgésico e anti-inflamatório. Seu perfil farmacológico é semelhante ao piroxicam.

 

Naproxeno

 

Derivado do ácido arilpropiônico apresenta meia-vida longa e tem baixa incidência de efeitos colaterais, como irritação gástrica.

 

Cetoprofeno

 

Derivado do ácido propiônico é uma boa opção para dor pós-operatória.

Apresenta frequentes efeitos gastrintestinais.

 

Nimesulida

 

Derivado da sulfonanilida exerce fraca ação em COX-1 com poucos efeitos gastrintestinais e renais.

Inibe a ação de neutrófilos, fator de necrose tumoral e o fator de ativação plaquetário.

Tem ação terapêutica segura com perfil farmacológico favorável. Pode ser indicado em pacientes com sintomas respiratórios alérgicos ao ácido acetilsalicílico.